terça-feira, 23 de agosto de 2011

o destino não quer me ver como raiz???

Valei-me Deus...
...e o meu jardim da vida, ressecou, mas não morreu, do pé que brotou maria, margarida vai nascer.


nada como otimismo!

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

to com vontade de sumir, evaporar...de desaparecer, mas eu não tenho coragem. não tenho coragem de deixar as pessoas que me amam e estaria sendo covarde por não enfrentar a vida.

eu pensei que isso passava, mas cada dia eu me provo que só passa quando nós e deus acharmos que pode passar.

preciso de força, eu sei, você também precisa, mas estou tão só quanto você. hoje eu não posso contar com ninguém, a não ser com os meus pensamentos e palavras que as pessoas hoje nem acreditam mais.

o meu único medo é que seja cada vez mais difícil.


Que friagem nenhuma seja capaz de encabular o nosso calor mais bonito.Que, mesmo quando estivermos doendo, não percamos de vista nem de sonho a ideia da alegria.Tomara que apesar dos apesares todos, a gente continue tendo valentia suficiente para não abrir mão de se sentir feliz.As coisas vão dar certo.Vai ter amor, vai ter fé, vai ter paz – se não tiver, a gente inventa.
Te quero ver feliz, te quero ver sem melancolia nenhuma.
E numa batida mais forte da percussão, num rodopio, girando juntos, ela pediu: -Deixa eu cuidar de você. Ele disse: -Deixo.