quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

A CABANA.


" - Mackenzie, o mal é uma palavra que usamos para descrever a ausência de Deus, assim como usamos a palavra escuridão para descrever a ausência de Luz, ou morte para descrever a ausência de Vida. Tanto mal quanto a escuridão só podem ser entendidos em relação à Luz e ao Bem. Eles não têm existência real. Eu sou a Luz e eu sou o Bem. Sou o Amor e não há escuridão em mim. A Luz e o Bem existem realmente. Assim, afastar-se de mim irá mergulhar você na escuridão. Declarar independência resultará no mal, porque, separado de mim, você só pode contar consigo mesmo. Isso é morte, porque você se separou de mim, que sou a Vida. "
página 123/124


Eu estava hoje, com a cabeça pensante, nas nuvens, imaginando o que estava bom e o que estava ruim, nesses pensamentos que iam e vinham, me deu uma ligeira ideia de abrir um livro que eu havia deixado de lado na gaveta da cabeceira da minha cama, por falta de tempo, de vontade, de saco e querendo férias...
Peguei o livro de William Young um escritor fantástico, brilhante e de uma escrita excitante...A Cabana.
E a página que eu abri, PASMEM, foi justamente falando aquilo que eu precisava, aquilo que estava me dando medo, angustia e pavor em pensar que algo estava errado no meu dia simplesmente PASSOU, sumiu! as palavras couberam no meu vocabulário, na minha vida e acredito que de agora em diante eu levarei essas palavras comigo.
Não é que eu esteja triste, não estou não, nem um pouquinho sequer, pelo contrario, eu to bem, to feliz, to satisfeita, meus cabelos brilham por isso, haha...mas faltava uma PALAVRA no meu dia, HOJE, e essa palavra era DEUS.

até a vista meus caros.

Nenhum comentário: