segunda-feira, 17 de maio de 2010

O sinal ficou verde.

Eu Entrei com armas em teu território
Plantei antenas no teu coração
Andei pesado na tua sala
Tal como árvore ou como torre
E abrindo a boca ela devorou
E abrindo os braços fez a dor passar
Primeiro os pássarosPrimeiro a roda
E o pensamento de querer voar uhh uhhh ohhhh
Além do bem
Além do mal
Olhai o sinal ficou verde
Mas Deixando marcas
Fazendo som
Aqui se planta pra colher depois
E os mercadores vão pagar pra ver
E aquela onda vai querer passar
É quando mudar a cor da nossa casa
É quando voam os automóveis
Pra outro canto
Um ponto novo
Com tudo aquilo que se refaz
oh oh oh
Além do bem Além do malOlhai o sinal ficou verde

Um comentário:

Diego O'neal disse...

Poeminha vespertino S2.