domingo, 24 de junho de 2007

Esquisitismo




No caminho, com Maiakovski.

"Na primeira noite
Eles se aproximam
E colhem uma flor de nosso jardim.
E não dizemos nada.
Na segunda noite,
Já não se escondem:
Pisam as flores,
Matam nosso cão,
E não dizemos nada.
Até que um dia
O mais frágil deles
Entra sozinho em nossa casa,
Rouba-nos a lua e
Conhecendo nosso medo,
Arranca-nos a voz da garganta.
E porque não dissemos nada,
Já não podemos dizer nada."

(Eduardo Alves da Costa)

Ficarmos calado para tudo o que fazem ou pensam ou dizem sobre nós, é apenas uma opção. Pense nisso ;D

3 comentários:

mariana disse...

Minha vasquinho de bloooogger :D
hohoho;
te amo tanto lezerinha.

(Tu e teus textos e músicas intelectuais)

felipe disse...

eu nao sei oque aconteceu so sei que eu sonhei com esse nome esquisitismo e joguei na net ai apareceu seu blog estranho nao sei pq me mandaram no sonho procura esquisitismo

felipe disse...

meu orkut e felipe.quebre.as.correntes@hotmail.com